Opiniões

Simoni Plentz Meneghetti


BiodieselBR.com - 02 jan 2014 - 12:53 - Última atualização em: 16 mai 2014 - 12:03

Transesterificação: aumenta número de patentes registradas no Brasil

A maior parte do biodiesel produzido no Brasil e no mundo é obtida pela rota de transesterificação alcalina. Porém, devido às características químicas desse sistema reacional é necessário que sejam empregadas matérias-primas de alta pureza.

Entre 2004 e 2008 observou-se, no Brasil e no mundo, um aumento vertiginoso no número de depósitos de patentes (que saltou de 51 em 2004 para 507 em 2008) e de publicações científicas indexadas (121 em 2004 para 854 em 2008). Tal evolução é fruto de grandes investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação, principalmente no Brasil onde o governo tem aplicado recursos significativos na área.

Os principais enfoques dos trabalhos foram: (i) busca por catalisadores heterogêneos, mais robustos e menos sensíveis a matérias-primas de menor pureza e que facilitam o processo de purificação do biodiesel e possam ser reutilizados; (ii) desenvolvimento de sistemas reacionais que viabilizem o emprego do etanol, muito atrativo do ponto de vista estratégico e ambiental e (iii) otimização das várias etapas dos processos produtivos convencionais.

Esses esforços garantiram, sem dúvida, um maior domínio do processo industrial e a formação de mão-de-obra qualificada na área. A perspectiva para os próximos anos é de que esse ritmo de geração de informações continue crescendo para a consolidação dos resultados alcançados até o momento. Entretanto é preciso que se garanta o acesso, do setor industrial, a esse conhecimento, através da adoção de políticas efetivas de transferência tecnológica.

Simoni M. Plentz Meneghetti - Universidade Federal do Alagoas